sábado, outubro 19, 2013

Marcha pela humanização do parto

 
É importante que a decisão de todas as mulheres sobre a maternidade, seja ela qual for, seja respeitada pela sociedade na qual ela está inserida e da qual faz parte, para que cada uma de nós possa viver em paz com o caminho escolhido.
 
Isso inclui o círculo mais próximo, que é o da família; o próximo ciclo que é o de amigos e colegas de profissão, até chegar ao ciclo de conhecidos e desconhecidos, mas que se acham no direito de julgar decisões que não lhes dizem respeito.
 
E é por isso que faço questão de compartilhar postagens sobre a violência obstétrica. Porque nós, que estamos em processo de decisão ou que já decidimos não ter filhos, não podemos exigir respeito de quem escolhe o caminho inverso, se não ajudarmos as atuais e futuras mamães a desfrutarem do mesmo respeito que almejamos.
 
Hoje visitei o blog Cientista que virou mãe, da Lígia Moreiras Sena, e encontrei um post informativo sobre a violência obstétrica a qual tantas mulheres são submetidas diariamente em todo o mundo e sobre uma marcha pela humanização do parto que acontecerá hoje em várias cidades do Brasil.
 
Sei que está um pouco em cima da hora, mas se você não tiver planos para hoje, quem sabe não dá tempo de sair às ruas e apoiar esta causa, ficando lado a lado com mulheres guerreiras que, mães ou não, são nossas irmãs de alma. Pois é apoiando e cuidando umas das outras que chegaremos longe e garantiremos uma existência mais humana a todas nós.
 
Postar um comentário

Postagens populares