domingo, julho 11, 2010

TRANSCRIÇÃO DE ABUSO DOMÉSTICO (MEL GIBSON INSULTANDO A NAMORADA OKSANA GRIGORIEVA)




Mel: Tentando amamentar com esse maldito corpo de atriz pornô... não foi isso?

Oksana: Isso não tem nada a ver com o que aconteceu.

Mel: Ah, não tem? O fato de que você tem um corpo estranho no teu peito?

Oksana: Isso mesmo.

Mel: Isso mesmo? Ok. Então você nunca mentiu pra mim sobre ter peitos falsos?

Oksana: Não, eu não menti.

Mel: Mentiu sim! Você disse que eles não eram falsos! Você mentiu pra mim!

Oksana: O que? Não, eu não menti. Eu nunca te disse nada sobre isso. Você nunca me perguntou e eu nunca te falei. Ou talvez você até tenha perguntado, mas eu nunca menti sobre isso.

Mel: Ah não mentiu? E daí? Eles são ridículos! Livre-se deles!

Oksana: Isso não é dá sua conta!

Mel: é sim... eu tô te dizendo que eles são só pra você aparecer. Quer saber? Fique com eles então se é assim que você quer, seja ridícula, pra ver se eu dou a mínima! Mas eles são enormes, e parecem ridículos. Parecem os peitos das vadias de Las Vegas, das putas de Vegas. E você sai por aí mostrando tudo nas suas roupas coladas. Eu não vou mais aguentar isso.

Oksana: Eu não saio por aí vestindo essas roupas, eu fico em casa a maior parte do tempo.

Mel: sim, você sai em público e você me envergonha. Você parece uma puta e se for estuprada por um bando de negros a culpa será toda sua, entendeu? Porque você provoca, você se veste de um jeito provocante o tempo todo, com esses teus peitos falsos que você tem que ficar exibindo em roupas coladas, em calças coladas, que dá até pra ver a sua b****a. E isso que aconteceu hoje foi o limite. Eu to apenas te dizendo a verdade. Eu não gosto, eu não quero essa mulher. Eu não te quero. Eu não acredito mais em você, eu não confio em você. Eu não te amo! Eu não te quero! Ok?

Oksana: ok...

Mel: fique dentro da maldita casa. Eu não estou te dando a casa, mas eu vou te deixar morar nela. Ok? E eu vou cuidar da minha criança, mas eu não te quero mais!


Nota pessoal: eu não resisti. Tive que traduzir essa boçalidade para garantir que nós, mulheres brasileiras, também possamos ídentificar e compreender, através desse lamentável aúdio, os níveis de abusos domésticos que estamos sujeitas a sofrer, caso não passemos a defender nossos direitos, denunciando homens arrogantes e violentos como o Don Juan das telinhas, Mel Gibson.

Postar um comentário

Postagens populares