quarta-feira, junho 17, 2009

O TRAFICANTE DE PESSOAS

O traficante de pessoas tem entre 25 e 40 anos. Tem jeito, tem papo e tem pinta de gente boa. Alguns são bonitos, muito educados, bem vestidos e até falam várias línguas. É o tipo simpático que é dono ou trabalha em bares, casas de show, agências de modelo, agências de encontro e, pasmo, salões de beleza.

Ele vai aparecer do nada, vai puxar assunto, vai sorrir descontraidamente e vai oferecer um chocolate, um chiclete, uma bebida, uma carona, ou prometer melhores oportunidades de emprego e condições de vida.

O fato de você e ele estarem no mesmo lugar, naquele dia e hora, e de ele parecer muito disposto a lhe ajudar: não é coincidência, muito menos sorte. Mas você olha para aquele moço bem-humorado e gentil e duvida que ele possa te machucar.

Depois de atrair a sua atenção e conquistar a sua confiança, ele vai te distrair, atrair, seduzir, levar na valsa e te afastar da sua vizinhança, entrada da escola, ponto de ônibus, rodoviária, aeroporto, clube, boate ou qualquer outro lugar público onde ele tenha te encontrado. E quando você estiver num beco vazio, ou no carro, na casa, ou no “escritório” dele, ele vai usar a força. Não importa se você é menino, menina, mocinho, ou mocinha. Ele vai te bater, e provavelmente, vai te estuprar. Não uma, nem duas, mas várias vezes, antes de fazer uma ligação e avisar que “já chegou a encomenda”.

Você sentirá fome, sede, sono, medo e dor. Até o dia em que ele vai te colocar dentro de uma mala, de um porta-malas, de uma caixa, de um tanque de gasolina de caminhão, de um container de lixo... E quando você, finalmente, puder respirar: vai ouvir vozes e palavras que nunca ouviu antes. Você não reconhecerá nenhum rosto, nem entenderá uma palavra do que eles te dizem e, por isso, vai apanhar. Você tentará explicar que não entende nada, e vai apanha mais uma vez, para calar a boca. Você vai chorar de desespero e, por isso, também vai apanhar, e eles vão te bater tão forte que você vai desmaiar.

Você acordará num lugar pequeno, estreito, sujo e escuro. Perceberá que tem uma algema em um braço e
marcas de agulha no outro, e levará horas, no máximo dias, para descobrir que, daquele dia em diante, a sua vida se resumirá à escravidão sexual, ao trabalho escravo ou à remoção de todos os órgãos do seu corpo, e que você morrerá no porão de uma casa na Holanda, na Espanha, na Itália, na Suíça, na França, na Polônia, na Rússia, na China, na Tailândia, na Argentina, no Paraguai, no Uruguai, no Chile, no Suriname, no Camboja...
Nota:
Cerca de 2,5 milhões de pessoas "desaparecem" todos os anos, vítimas do tráfico humano. Onde elas estão? E por que NÓS não fazemos NADA a respeito?

Nicole Louise
© 2009 Bliblioteca Nacional. Todos os Direitos Reservados
Postar um comentário

Postagens populares