quarta-feira, março 25, 2009

DIA MUNDIAL DA TUBERCULOSE (24/03/09)


A tuberculose exige atenção especial de quem vive com HIV


A tuberculose (TB) é a principal causa de morte entre as pessoas que vivem com HIV em todo mundo. Dos casos diagnosticados de tuberculose no Brasil, cerca de 15% também são infectados pelo vírus da aids. A mortalidade na co-infecção entre HIV e TB é também elevada no país: a taxa é de 20%.

De acordo com estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil tem o maior número de casos de tuberculose na América Latina, com aproximadamente 100 mil registros a cada ano. A boa notícia é que, apesar da alta taxa de associação entre as doenças, a tuberculose tem cura – desde que o tratamento seja feito até o final.

TRANSMISSÃO
A doença é transmitida de uma pessoa para a outra, em geral através da tosse. E é causada pelo bacilo de Koch, que é lançado no ar. No caso da forma pulmonar, o bacilo causador da doença é encontrado no catarro da pessoa doente, por meio de um exame chamado de baciloscopia do escarro. O teste é simples, de baixo custo e seguro. Toda a família do doente e as pessoas próximas também devem ser examinadas porque foram expostas ao risco de se infectar e adoecer. Por isso, é tão importante que as pessoas saibam reconhecer as manifestações da doença e procurem o serviço de saúde o mais rápido possível.

Em razão do alto risco de co-infecção, todo paciente soropositivo tem indicação para realizar o teste de tuberculose. Da mesma forma, os que têm TB devem fazer o exame para o HIV. O tratamento da tuberculose está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS) e, em geral, dura seis meses. Dependendo do estado geral de saúde, a pessoa pode voltar a trabalhar e levar uma vida normal. No caso das pessoas que têm HIV e tuberculose, os profissionais da rede pública estão capacitados para realizar adequadamente o tratamento das duas doenças.

Stop TB – Este ano, o Dia Mundial da Tuberculose será marcado no Brasil de uma forma especial. O país sedia, pela primeira vez, o “Fórum de Parceiros Stop TB”. O evento, que acontece de 23 a 25/03, é o principal encontro mundial de discussão de iniciativas sobre como acabar com a incidência de tuberculose. Foi criado para acelerar as políticas públicas de erradicação da doença e tem como meta investir US$ 56 bilhões nos próximos 10 anos. Estima-se que esse investimento é suficiente para tratar 14 milhões de pessoas, financiar pesquisas, realizar campanhas de prevenção e controle da co-infecção aids e tuberculose, assim como ampliar acesso a remédios e vacinas.

Ministério da Saúde


Fonte:
Postar um comentário

Postagens populares