quarta-feira, fevereiro 25, 2009

GUANTÁNAMO

País: Cuba
Latitude: 19° 54'7" N
Longitude: - 76° 53' 52" E


A cidade de Guantánamo tornou-se mundialmente conhecida após a implantação da base naval homônima, pertencente aos EUA, e reservada ao encarceiramento de centenas de acusados de terrorismo.

“The detention camp at Guantánamo casts a dark shadow on the USA’s human rights record. The camp has become synonymous with violations of human rights and a symbol of government abandoning its international legal obligations. Nearly 800 people have been held at Guantánamo since 11 January 2002; the majority without charge or prospect of a fair trial, no or limited access to lawyers, and no visits from their families.”
Anistia Internacional


Desde o ataque de 11 de setembro de 2001 às torres gêmeas em Nova York, cerca de 800 prisioneiros de mais de 30 nacionalidades, acusados de terrorismo, foram enviados pelo Governo dos Estados Unidos à prisão de Guantánamo, sem nenhuma acusação formal, e sem direito a visitas, advogados, ou julgamento.

Lá eles vivem em condições desumanas e são vítimas de tortura. E apesar de protestos e manifestações internacionais de repúdio à existência, aos métodos de captura e detenção dos prisioneiros, pouco, ou quase nada, pôde ser feito, já que os Estados Unidos não permitem que a ONU inspecione as condições da base, nem o tratamento recebido pelos prisioneiros.

Em 22 de janeiro de 2009, o novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, determinou o fechamento do centro de detenção de Guantánamo o mais rápido possível, no mais tardar, no prazo de um ano a partir da data da ordem. Agora só nos resta torcer para que a palavra e ordem dele sejam, de fato, cumpridas, e para que o direito à dignidade seja resgatado e preservado.
http://www.globalsecurity.org/military/facility/guantanamo-bay.htmhttp://www.nsgtmo.navy.mil/nsgtmohome.htm
http://www.jtfgtmo.southcom.mil/
http://web.amnesty.org/pages/guantanamobay-index-eng
http://skierka.de/index.php?mainpage=show_rblock.php&id=5http://www.thenation.com/doc/20020401/butler
Postar um comentário

Postagens populares